<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=542815619221093&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

As 10 piores contratações feitas por Alexandre Mattos no Palmeiras

felipe-melo-piores-contratacoes-feitas-por-alexandre-mattos-no-palmeiras.png

Crédito foto: Cesar Greco / Divulgação oficial do clube

Alexandre Mattos juntamente com Paulo Nobre e o patrocínio da Crefisa são vistos pela maioria dos torcedores palmeirenses como ‘’os grandes responsáveis’’ pela montagem e sucesso do elenco campeão da Copa do Brasil (2015) e do Brasileirão (2016). Além disso, o gerente de futebol do clube é um dos símbolos da profissionalização do futebol brasileiro.

É bem verdade dizer também que a gestão profissional esportiva no país ainda está engatinhando e esses exemplos são importantíssimos para difundir o conceito, mas como qualquer ser humano, ele cometeu alguns erros. Diante disso, a equipe do Esportudo.com mostra a seguir as cinco piores contratações (em termos técnicos) e outros cinco piores negócios (em termos financeiros) pelo gerente de futebol palmeirense. Confira!

5. Roger Carvalho (zagueiro)

roger-carvalho-palmeiras.png

Crédito foto: Cesar Greco / Divulgação oficial do clube

Apesar de atuar em times italianos e ter uma rápida passagem pelo São Paulo, o jogador veio ao clube como mero desconhecido. Foi um zagueiro que chegou a ter oportunidades durante o ano de 2016, mas não mostrou muitas qualidades. Mesmo atuando em um time que estava jogando o fino da bola, o jogador cometeu diversos erros e foi bastante questionado pela torcida. Seu contrato não foi renovado e hoje em dia ele faz parte da defesa mais vazada do Campeonato Brasileiro, a do Atlético-GO. 

4. Vagner (goleiro)

Palmeiras-fernando-prass-gabriel-jesus-vagner.jpg

Crédito foto: Cesar Greco / Fotoarena

Quando Fernando Prass se machucou em um treino pela Seleção Brasileira Olímpica, Vagner, goleiro contratado do Avaí, assumiu a titularidade. E logo de imediato, o arqueiro decepcionou. Colecionou sucessivas falhas em jogos importante e foi bastante criticado. Os vários erros e um vídeo de um lance bizarro durante um treino do Palmeiras culminaram na sua repentina saída. No entanto, graças as suas desastrosas atuações, é que o tão querido “Jailsão da Massa” ganhou as primeiras oportunidades na meta palmeirense.

3. Leandro Almeida (zagueiro)

leandroalmeida.jpg

Crédito foto: Cesar Greco / Divulgação oficial do clube

Esse nome chega a dar arrepios em alguns palestrinos. Contratação indicada por Marcelo Oliveira, o ex-capitão do Coritiba chegou com pompa de xerife, mas o que se viu dentro de campo foi lamentável. Jogou algumas partidas como titular e falhou em várias delas, como em um fatídico lance contra o São Bento, pelo Campeonato Paulista de 2016, quando entregou a bola e depois foi “entortado” pelo glorioso Morais. Após sua terrível passagem, foi emprestado ao Internacional e hoje joga a Série B pelo Figueirense.

2. Fellype Gabriel (meia)

Fellype-gabriel-palmeiras.jpg

Crédito foto: Cesar Greco / Divulgação oficial do clube

Solicitado por Oswaldo de Oliveira e contratado junto ao Al Sharjah, dos Emirados Árabes, o meia já chegou machucado e assim permaneceu por quase toda sua passagem pelo Verdão. No total foram apenas 20 minutos em campo. O não aproveitamento pelos treinadores que sucederam a Oswaldo (Marcelo Oliveira e Cuca) indica que nem nos treinamentos o atleta agradou.

1. Amaral (volante)

amaral-volante-palmeiras.jpg

Crédito foto: Cesar Greco / Divulgação oficial do clube

Após dez anos atuando pelo Goiás, o jogador chegou sem custos ao Palmeiras. E ainda bem que o time paulista não gastou nada para trazê-lo. Ele é considerado por muitos torcedores como a pior contratação da era Alexandre Mattos. O primeiro volante até chegou a ter algumas oportunidades no início de 2015, porém o futebol apresentado deixou muito a desejar. Com contrato com o Verdão até o final desse ano, o jogador está atualmente emprestado à Chapecoense.

esportes-instagram

5. Cleiton Xavier (meia)

Cleiton Xavier.jpg

Em sua primeira passagem pelo Verdão se tornou um ídolo. E a cada janela de transferência, o nome do meio-campista era ventilado como um possível reforço. Quando realmente Paulo Nobre confirmou a contratação, a confiança de que Cleiton voltaria para ser protagonista era enorme. Mas, não foi o que houve. Visivelmente abaixo de sua capacidade física, o ex-camisa 10 do Verdão dificilmente conseguiu jogar os 90 minutos de uma partida e passou muito mais tempo que o normal no departamento médico do clube. Além de ganhar quase 400 mil reais, a contratação de novos meias para o elenco, como Alejandro Guerra, fez com que o clube paulista liberasse o meia para Vitória-BA. 

4. Arouca (volante)

Arouca-1.jpg

O volante teve sua contratação muito festejada pela torcida palmeirense. Porém, a festa não durou muito tempo. Com uma expectativa muito alta, o jogador que já chegou a defender a Seleção Brasileira, não conseguiu produzir um bom futebol quando teve chance e passou a maior parte do tempo machucado. É bem difícil conseguir lembrar quando foi sua última partida pelo Palmeiras. A combinação de suas contusões e o salário gasto faz com o atleta seja presença quase que unânime nessa lista.

3. Lucas Barrios (centroavante)

barrios-palmeiras1.jpg

Crédito foto: Cesar Greco / Divulgação oficial do clube

O argentino naturalizado paraguaio teve altos e baixos durante sua passagem no Verdão. Importantíssimo na conquista da Copa do Brasil em 2015, o centroavante não conseguiu apresentar regularidade. As contusões o atrapalharam muito. O alto custo mensal, em torno de 1 milhão de reais, e algumas fracas atuações impulsionaram uma cobrança muito forte por parte da torcida. Com um clima não muito agradável no Palestra Itália, foi negociado com o Grêmio e vem se destacando. Não é difícil achar palmeirenses que se arrependeram em ter pedido sua saída.

2. Felipe Melo (volante)

Felipe Melo-1.jpg

Polêmico, autêntico e brigador, o “Pitbull”, que acumula passagens por grandes clubes da Europa e Seleção Brasileira chegou ao Verdão com status de estrela. No início, foi titular incontestável no esquema de Eduardo Baptista. No entanto, após Cuca assumir, perdeu espaço no time e participou de algumas polêmicas. O último entrevero com o atual treinador palmeirense culminou na sua saída. E é bom o Palmeiras conseguir se livrar logo dele, uma vez que seus vencimentos mensais podem variar de 600 a 700 mil reais dependendo do número de jogos disputados.

facebook-de-esportes

1. Borja (atacante)

Borja-2.jpg

Considerado o melhor jogador das Américas em 2016, o colombiano é com certeza o jogador que mais divide opiniões entre os torcedores palmeirenses. Alguns ainda acreditam no potencial do atacante, mas outros já o criticam e ousam dizer que foi a pior contratação da história do Palmeiras. Os altos valores envolvidos na transferência potencializam a cobrança e a ansiedade em cima de Borja, e não é para menos, será pago 33 milhões de reais ao Atlético Nacional e em torno de 310 mil reais em salários mensalmente. É bom ele reverter essa situação o mais rápido possível, porque os que ainda não perderam a paciência, estão perto.

A construção de um grande elenco de um time de futebol requer um bom planejamento e minuciosa análise das possíveis contratações, uma vez que os altos valores envolvidos e as enormes expectativas geradas nos torcedores podem se converter em muita cobrança e insatisfação.

E aí, curtiu o nosso conteúdo? Comente e acompanhe mais notícias do seu esporte favorito no Esportudo.com!

Veja também:
O Jogo do Repórter: A culpa da eliminação está longe de ser de Egídio
É Gol! Confira os 6 melhores ataques do Brasileirão 2017
(Ainda) Precisamos falar sobre o machismo no futebol

Veja Mais Notícias Assim

Categorias: Palmeiras, Futebol brasileiro, Copa Libertadores, contratações, Miguel Borja, Paulo Nobre, Elenco do Palmeiras, Cleiton Xavier, Lucas Barrios, Sociedade Esportiva Palmeiras, Felipe Melo, Crefisa, Arouca, Borja, piores contratações, piores negócios, Mattos, Alexandre Mattos

Recent Posts

Lists by Topic

see all
New Call-to-action