<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=542815619221093&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

5 coisas que o torcedor do Glorioso tem que saber sobre Mufarrej

eleicoes-presidente-botafogo-mufarrej.png

Crédito foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Dizem que política e futebol não se discutem. Durante as próximas semanas, certamente, essa máxima não valerá para o torcedor glorioso. Às vésperas das eleições para a presidência do clube, que acontecerão em novembro, a equipe do Esportudo.com destacou cinco pontos chaves sobre um dos candidatos, Nelson Mufarrej. Confira!

1. E o CEP?

Com bons resultados dentro e fora dos gramados e reconquistando a confiança da torcida, a gestão de Carlos Eduardo Pereira vem sendo bastante elogiada. Mesmo com a possibilidade de reeleição, assegurada no Estatuto em vigor, CEP não vai se candidatar à presidência. No lugar, fechou chapa como vice de Nelson Mufarrej.

2. Qual o papel do cartola no clube?

Nelson é vice geral do Botafogo. Em uma visão simplista, o segundo cargo mais importante do clube. Na chapa desenhada pela situação para a eleição, portanto, haveria apenas uma troca nos cargos entre CEP e Mufarrej. A ideia é a de que esse "entrosamento" facilite o próximo mandato, caso saiam vitoriosos.

3. Seguir o que já vem sendo feito...

mufarrej1.jpg

Crédito foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

A ideia do cartola é executar um mandato sem inovações mirabolantes em relação ao que já vem sendo feito nos últimos três anos. Segundo o candidato, continuidade é a palavra-chave para o futuro do Glorioso. A ideia é esperar o fim do Campeonato Brasileiro para fazer um balanço do que precisa ser aprimorado no elenco para o ano de 2018. O torcedor do alvinegro, portanto, precisa ter em mente que dificilmente verá o time gastando muito em nomes conhecidos. No lugar, o esperado é continuar aproveitando os frutos da base, apenas com contratações pontuais.

4. E o sonhado CT?

Mufarrej afirmou que o anúncio final sobre o novo CT do clube, em Vargem Pequena, está prestes a ser feito – possivelmente ainda na primeira quinzena de outubro. É importante ressaltar a magnitude da negociação, que envolve um espaço de 200 mil metros quadrados pelo preço de R$25 milhões que serão pagos até 2047.

instagram-de-futebol

5. Ano de transição não é ano perdido

Nas entrevistas, Mufarrej deixa claro que o ano de 2018 não será fácil para o Botafogo por causa da questão financeira. A tendência é que a situação melhore em 2019, já com um novo contrato de televisão em vigor. Mesmo assim, o objetivo é seguir o que foi feito em 2017, mantendo a mesma comissão técnica e voltando a disputar a Copa Libertadores.

É importante destacar que, para essa eleição, ainda está em vigor o antigo Estatuto, que determina a participação apenas de sócios-proprietários. A partir de 2020, dentre as mudanças que serão feitas, estarão o fim da possibilidade de reeleição e o direito de voto aos sócios-torcedores.

E aí, curtiu o nosso conteúdo? Comente e acompanhe mais notícias do seu esporte favorito no Esportudo.com!

Veja também:
Lembra deles? 5 promessas da base que não vingaram no Glorioso
5 jogadores da seleção mais identificados com a torcida no século XXI
3 mulheres que vêm conquistando espaço no noticiário esportivo

Veja Mais Notícias Assim

Categorias: Botafogo, Futebol brasileiro, Brasileirão, campeonato brasileiro, Glorioso, Eleições, Mufarrej, CEP, Presidência

Marcos André

Escrito por Marcos André

A culpa é das estrelas: torcedor fanático do Dallas Cowboys e do Botafogo. Escreve para o Esportudo desde agosto de 2016.

Recent Posts

Lists by Topic

see all
New Call-to-action