<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=542815619221093&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Top 10: As piores contratações da gestão Bandeira de Mello no Flamengo

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo 

Crédito foto: Divulgação / Site Oficial do clube

Eduardo Bandeira de Mello assumiu a função de presidente do Flamengo em janeiro de 2013, substituindo Patrícia Amorim, tida como uma das gestões mais instáveis da história da instituição desde sua fundação. Atualmente está em seu segundo mandato, que vale até dezembro de 2018, e Bandeira de Mello colocou o Rubro-Negro nos eixos em questão de gerenciamento interno, sendo elogiado e premiado dentro e fora do país pelo trabalho bem desempenhado no clube. Mas nem tudo são flores na Gávea.

Desde que venceu as eleições internas e tomou a frente do clube, o atual mandatário não só se destacou pela virada de jogo nas finanças ou pelas grandes contratações, mas também pelos jogadores que vieram como esperanças para o elenco e não corresponderam às expectativas do Fla. O Esportudo analisou e fez um top 10 com os jogadores que foram muito aquém do que era aguardado pelo clube.

10. Val

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-val

Crédito foto: Divulgação / Site Oficial do clube

O volante foi trazido do Mogi Mirim ao fim do Campeonato Paulista, já despertando interesse de Palmeiras, Ponte Preta e Santos durante o torneio. Com o contrato encerrado junto à equipe do interior de São Paulo, o Rubro-Negro não teve dificuldades para selar o acerto. Em sua apresentação, comemorou ser contratado pelo time de coração, mas foi pouco aproveitado no seu tempo dentro da Gávea, sendo emprestado para América-RN, XV de Piracicaba e Mogi Mirim, novamente, nos seus dois anos de contrato, encerrados em 2015.

Jogos: 18

Gols: 0

9. Feijão

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-feijao

O jovem e promissor volante foi destaque pelo Bahia nas divisões de base, subindo rapidamente para o elenco profissional. Fez bons jogos e teve protagonismo no Tricolor de Aço, despertando atenção do time carioca, que propôs uma troca, enviando o atacante Rafinha ao time baiano. O negócio foi fechado com a duração de um ano, mas a falta de oportunidades fez com que Feijão pedisse para voltar ao seu time anterior, ainda no ano de 2014.

Jogos: 6

Gols: 0

8. Elano

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-elano

Crédito foto: Divulgação / Site Oficial do clube

O experiente meia foi trazido em negociação por empréstimo com o Grêmio em 2014, já que Elano estava fora dos planos do time gaúcho. Porém, sua passagem foi atrapalhada pelas lesões e não conseguir encaixar uma boa sequência de jogos no Rubro-Negro, jogando apenas quatro partidas no Brasileirão. Com o baixo rendimento, a diretoria encerrou o empréstimo do meia e o devolveu ao Tricolor.

Jogos: 15

Gols: 3

7. Pablo Armero

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-armero

Crédito foto: Divulgação / Site Oficial do clube

Trazido por empréstimo da Udinese-ITA por uma temporada, a expectativa em torno da chegada do colombiano era muito grande por parte dos Rubro-Negros. Porém, nem de longe o lateral-esquerdo jogou o esperado, ficando mais dentro de polêmicas pessoais do que pelo rendimento dentro das quatro linhas, além de sofrer com três lesões em sequência. Ao fim do vínculo com a equipe carioca, em dezembro de 2015, foi devolvido ao time de origem.

Jogos: 6

Gols: 0

6. Lucas Mugni

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-mugni

O armador argentino foi trazido como segundo reforço estrangeiro para a temporada 2014 do clube carioca e realizou um bom Campeonato Carioca, sendo ovacionado em alguns jogos da competição e no início do Brasileirão, porém quase foi negociado com o futebol do Catar no meio da temporada. O negócio não deslanchou, e Mugni ficou na Gávea, porém, seu rendimento teve uma queda. No ano seguinte, foi adaptado a jogar mais recuado no esquema de Vanderlei Luxemburgo, e fez boas partidas, mas sem ser unanimidade dentro do clube, foi negociado por empréstimo com o Newell’s Old Boys-ARG até julho de 2016.

Jogos: 51

Gols: 5

5. Marcelo Moreno

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-moreno

Fora dos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo, o atacante boliviano com nacionalidade brasileira foi trazido por empréstimo do Grêmio em abril de 2013 para a Gávea. Sua passagem pelo Fla foi atrapalhada pela pouca sequência de jogos, muito devido ao momento de brilho que o companheiro de posição Hernane viveu no ano, e por uma lesão. Com o baixo rendimento, foi devolvido ao Tricolor Gaúcho ao fim do vínculo.

Jogos: 21

Gols: 5

4. César Martins

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-martins

Crédito foto: Divulgação / Site Oficial do clube

Em 2015, trazido por empréstimo por um ano do Benfica, o zagueiro teve lampejos de um bom futebol durante o Brasileirão. Porém, a temporada seguinte foi definitivamente para se esquecer. Pela semifinal do Campeonato Carioca, o atacante colombiano Riascos, do Vasco, infernizou o zagueiro num dos piores jogos do defensor vestindo a camisa rubro-negra, em que os cruz-maltinos venceram por 2 a 0. Mas o lance que não sai da cabeça dos torcedores que lembram de César Martins no clube é a “defesa” em partida contra o Palmeiras, pelo Brasileirão de 2016. Com certeza, ele não deixou saudades.

Jogos: 34

Gols: 1

3. Alex Muralha

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-muralha

Crédito foto: Divulgação / Site Oficial do clube

Muito assediado por diversos clubes brasileiros após um bom Brasileirão disputado pelo Figueirense, o goleiro acertou sua transferência para o Mengão ao término do ano de 2015. Passou o primeiro semestre de 2016 no banco, pois o arqueiro era Paulo Victor, mas com a lesão do titular, Muralha fez bons jogos e não saiu mais do time. Mas a temporada de 2017 está sendo difícil para o goleiro, que falhou em jogos importantes, vem sendo contestado pela torcida e tem que recuperar a posição perdida para Diego Alves, contratado com muita expectativa pelo clube.

Jogos: 70

2. Carlos Eduardo

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-carlos-eduardo

O meia foi anunciado no Flamengo em janeiro de 2013, por empréstimo de um ano e meio, junto ao Rubin Kazan-RUS, após especulação de acerto com o Fluminense. Havia muita expectativa em cima do jogador, o que não foi correspondido desde suas primeiras partidas, que foram discretas. Um fator crucial para que Carlos Eduardo não rendesse nem perto do esperado foram as questões físicas, que aliadas ao fraco desempenho na temporada, fizeram com que ele fosse um dos jogadores mais criticados do elenco durante o ano. Em maio de 2014, Carlos Eduardo assinou a rescisão de contrato com o Flamengo e voltou ao Rubin Kazan.

Jogos: 49

Gols: 1

1. Marcelo Cirino

top-as-piores-contratacoes-da-gestao-bandeira-de-mello-no-flamengo-cirino

Contratado do Atlético-PR junto a um grupo de investidores, o atacante foi anunciado no fim de 2014 como novo reforço do Flamengo. Teve uma boa participação no Campeonato Carioca, mas se lesionou antes do início do Brasileirão e ficou afastado dos campos, sem previsão de voltar. Mas não foi o único fator que atrapalhou a temporada de Cirino: a polêmica do Bonde da Stella somada às atuações ruins e ao baixo rendimento pós-lesões fizeram com que o atacante fosse afastado pela diretoria do Rubro-Negro, e só reintegrado com a chegada de Muricy Ramalho à Gávea na temporada seguinte, que bancou que Cirino continuasse na equipe. Até o fim do ano, suas aparições foram muito oscilantes, sendo contestado pela torcida frequentemente. Em abril deste ano, Cirino foi emprestado ao Internacional, após diversos impasses na negociação entre as partes.

Jogos: 104

Gols: 24

E aí, curtiu o nosso conteúdo? Comente e acompanhe mais notícias do seu esporte favorito no Esportudo.com!

Veja também:
4 ex-jogadores do Flamengo que estão mitando em outros clubes
Top 10 de sócios-torcedores no futebol brasileiro
Camisa 10? Veja como a posição extinta volta com força na Série A

Veja Mais Notícias Assim

 

Categorias: Futebol, Flamengo, Futebol brasileiro, Top 10, Top, piores, Eduardo Bandeira de Mello, piores contratações

Fabrício Ramos

Escrito por Fabrício Ramos

Estudante de jornalismo. São-paulino doente. Um pensamento simples: não se pode ser clubista no Brasil na década de 90 e nem na Europa nos anos 2000. É muito craque e timaço pra escolher um só.

Recent Posts

Lists by Topic

see all
New Call-to-action