<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=542815619221093&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

"Morte" de Milton Neves pega todo mundo de surpresa

morte-de-milton-neves-pega-todo-mundo-de-surpresa

Crédito foto: Reprodução / Instagram

Amado por uma parte do público, odiado por outra, a carreira do Jornalista/Apresentador/Marqueteiro atualmente se resume a aparições na TV, rádio e sua nova mídia, onde ele diz que aprendeu a "brincar": a internet. Como ele gosta tanto de "zoar" com todos, também resolvemos aprontar essa com ele (levamos bem a sério essa história, aliás). Apesar do terno sempre alinhado e aparência de jornalista sério, foi seu modo descontraído e corajoso que deu a ele o status que tem atualmente.

Até no dia de sua morte tem propaganda, Miltão?

Obviamente, nós é que matamos o Milton Neves neste momento - o jornalista foi enterrado com um par de sapatos Rafarillo, pela funerária “Vai com Deus”. Além disso, deixou uma poupança de valor desconhecido no banco Bamerindus. No entanto, o próprio já cometeu essa gafe, na rádio Jovem Pan, ao noticiar erroneamente a morte do jornalista Roberto Carmona. Quando, na verdade, quem havia falecido era a mãe de Carmona. Após fazer o velório de tantos times no já enterrado programa Debate Bola, da Rede Record, mais um enterro não vai fazer mal (achamos).

morte-de-milton-neves-pega-todo-mundo-de-surpresa-funeral

Crédito foto: Reprodução / Youtube

Mas, afinal: que fim levou Milton Neves?

Atualmente, o jornalista esportivo aparece em horários esporádicos no Band Sports com o programa Gol, o Grande Momento do Futebol e na Bandeirantes com a maior marca do pós-jogo da mídia nacional (segundo ele): o Terceiro Tempo, aos domingos, às 18h. Mas, falando do que ele faz agora, é importante recapitular um pouco do que ele já fez - e não foi pouca coisa.

Em sua biografia, escrita por André Rosemberg, o rótulo é claro e objetivo - Milton Neves: Biografia do jornalista esportivo mais polêmico do Brasil. Além de ser dono da marca Terceiro Tempo (registrada em cartório), ele também criou a expressão “apito amigo”, muito utilizada em qualquer mesa de bar e um dos momentos máximos nos programas esportivos: o velório das equipes, ao som de Il Silenzio. Vocês acham que o Tiago Leifert é engraçadinho e revolucionário? O Milton Neves matava um time por dia e fazia o velório ao vivaço em rede nacional. É isso que podemos chamar de "zoeira raiz".

morte-de-milton-neves-pega-todo-mundo-de-surpresa-livro

Crédito foto: Guilherme Rossini

twitter-de-esportes-esportudo

Nascido e criado em Muzambinho, no interior de Minas Gerais, o jornalista, ainda criança, se apaixonou pelo Santos Futebol Clube, seu time até hoje, e pelas transmissões esportivas no rádio, principal veículo de comunicação da época. Fã ao extremo do narrador Fiori Gigliotti, “Mirtinho”, como ainda é chamado em Muzambinho e em Erechim, no Rio Grande do Sul, segundo o grande Mauro Beting, diz que o que tudo que ele aprendeu sobre futebol não foi vendo os jogos, mas sim ouvindo pelo rádio. Por isso ele se adaptou muito facilmente aos microfones, como se tivesse nascido para fazer isso (e nasceu).

Gilmar, Lima, Mauro Ramos, Calvet, Dalmo, Zito, Mengálvio, Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Com toda a certeza, se você sabe quem é Milton Neves, já ouviu ele falar, ao menos uma vez, essa escalação. Esse é o maior time do Santos que ele já viu jogar, que daria de 10 a 0 no Barcelona (segundo ele). No entanto, tem um cidadão em especial nessa escalação: Pelé! Pelé está para Milton Neves como Ronaldo e Neymar para Galvão Bueno. Mas Milton tem mais favas a contar, como sempre. Ele se diz o cidadão que mais falou a palavra Pelé na história. Quem somos nós para duvidar?

morte-de-milton-neves-pega-todo-mundo-de-surpresa-pele

Crédito foto: Arquivo / Terceiro Tempo

Finalmente, vamos buscar entender o que ele faz muito hoje nas redes sociais - principalmente no Twitter: polemizar e provocar 99% das torcidas. Com mais de 30 anos no rádio e quase 20 na televisão, ele sem dúvida está naquela fase em que pode escolher o que fazer. Desde o rádio, na Jovem Pan, ou nas TVs Record e Bandeirantes, ele sempre gostou de fazer esse tipo de brincadeira com as torcidas. No entanto, com a internet, as coisas se espalham muito mais rápido e é o que vem acontecendo. Há quem diga que ele vem perdendo a mão e sendo “imparcial”, e que chegar a gerar ódio e revolta nas torcidas. Na verdade, o que ele está fazendo é muito mais simples que isso: sendo Milton Neves.

Por isso, vamos lhes dar uma lista com cinco motivos para "odiar" Milton Neves:

5 - Fez/Faz muita propaganda e está rico com isso;

4 - Inventa histórias e pessoas que até Deus duvida;

3 - É torcedor do Santos e não é de Santos (outra coisa que até Deus duvida que exista isso mesmo);

2 - Banalizou o ato de falar do Rei Pelé;

1 - Inventou o Craque Neto na TV (é isso mesmo, foi ele quem trouxe e insistiu na carreira do Neto como apresentador).

Lembrando gente: tudo isso é uma brincadeira, o Miltão não morreu - para a surpresa de muitos - e todos nós amamos ele!

E aí, curtiu o nosso conteúdo? Comente e acompanhe mais notícias do seu esporte favorito no Esportudo.com!

Veja também:
Ano histórico: Zagueiro da Chape Sub-20 analisa excelente temporada
Saiba quem são os principais batedores de pênalti dos times da Série A
Confira o número de trocas de técnicos nos últimos 10 anos na Série A

Veja Mais Notícias Assim

 

Categorias: Corinthians, Pelé, Surpresa, Mortes, Milton Neves

Guilherme Rossini

Escrito por Guilherme Rossini

Jornalista Esportivo, daqueles com diploma. Pesquisador do 4-3-3 e 4-5-1, amante da Premier League e Copa do Mundo. Futebol é a minha paixão.

Recent Posts

Lists by Topic

see all
New Call-to-action