<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=542815619221093&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

É muito dinheiro! Confira os maiores salários dos pilotos da Fórmula 1

e-muito-dinheiro-confira-os-maiores-salarios-dos-pilotos-de-formula-1.png

Crédito foto: Getty Images

A Fórmula 1 é um dos esportes que sempre movimentou muito dinheiro e custa caro, seja produzir, participar, transmitir e principalmente pagar quem faz as coisas acontecerem dentro dos grids de largada. Pensando nisso, a equipe do Esportudo.com traz, abaixo, os maiores salários dos pilotos da Fórmula 1 em 2017, segundo o site Motorsport-Total.com. Confira!

6. Max Verstappen (6,6 milhões de euros)max-pr-getty.png

Verstappen começou na F1 com apenas 17 anos na Toro Rosso e não demorou muito para chamar a atenção da Red Bull, onde desembarcou na metade da temporada de 2016, e lá se tornou o piloto mais jovem a ganhar uma corrida na principal categoria do automobilismo mundial. O holandês voador, como é mais conhecido, ganha atualmente aproximadamente 6,6 milhões de euros por ano, um salário bastante alto para o piloto mais novo dos grids de largada.

5. Nico Hulkenberg (9,4 milhões de euros)

nico-pr-getty.png

Crédito foto: Getty Images

Nico é um dos casos que acontece muito na NBA. Ganha relativamente alto, tem o quinto maior salário da categoria, mas pouco fez para fazer valer a pena. Começou em 2010 na Williams, rodou entre Sauber e Force India até 2017, onde foi parar na Renault. O salário de Nico, hoje, gira em torno de 9,4 milhões de euros por ano.

4. Daniel Ricciardo (11, 3 milhões de euros)

ricciardo-pr-getty.png

Crédito foto: Getty Images

Ricciardo começou a carreira na F1 em 2011, sendo piloto de teste da Toro Rosso. No ano seguinte virou piloto titular e após bons resultados conseguiu uma vaga de segundo piloto na Red Bull em 2014, onde está até hoje. O australiano tem um salário anual que bate na casa dos 11,3 milhões de euros.

New Call-to-action

3. Sebastian Vettel (14,1 milhões de euros)

vettel-pr-getty.png

O tetracampeão da Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel, começou na Toro Rosso em 2008 e por lá conseguiu bons resultados com uma equipe considerada pequena. No ano seguinte, isto é, em 2009, ele se transferiu para Red Bull, onde fez seu nome aparecer para o mundo do automobilismo com seus quatro títulos consecutivos (2010-2013). Em 2015, foi para a Ferrari, onde recebe atualmente um salário de 14,1 milhões de euros por ano. 

2 e 1. Alonso e Hamilton (18,7 milhões de euros por ano)alonso-hamilton-getty.png

Crédito foto: Getty Images

Alonso iniciou sua carreira na F1 em 2003, na Renault, onde conquistou seus dois títulos (2005 e 2006). Em 2007, foi para McLaren ser companheiro do então novato Lewis Hamilton, mas por lá passou por problemas com sua própria equipe na temporada e voltou para Renault. Atualmente ele está na McLaren.

Lewis Hamilton aproveitou a saída de Alonso e fez seu nome na equipe, onde ganhou o título em 2008. Por lá ficou por mais três anos e depois se transferiu para a Mercedes, onde ganhou mais dois títulos. 

Os dois já estão marcados na história da Fórmula 1 com cinco títulos no total (dois do Alonso e três do Hamilton) além de terem conquistados várias poles e número de vitórias. Atualmente, os dois estão ganhando na casa de 18,7 milhões de euros por ano.

E aí, curtiu o nosso conteúdo? Comente e acompanhe mais notícias do seu esporte favorito no Esportudo.com!

Veja também:
8 equipes que fazem falta nos grids de largada da F1
6 autódromos inesquecíveis que saíram do calendário da F1
6 grandes pilotos que não foram campeões mundiais na F1

Veja Mais Notícias Assim

Categorias: Fórmula 1, Lewis Hamilton, Automobilismo, Salários, Ferrari, F1, pilotos, dinheiro, Red Bull, Mercedes, Fernando Alonso, Daniel Ricciardo, Sebastian Vettel, História da Fórmula 1, Pilotos da Fórmula 1, Maiores salários

Daniel Avila

Escrito por Daniel Avila

Natural do Rio de Janeiro. Estudante de jornalismo e apaixonado por esporte. Tenta jogar basquete e futebol

Recent Posts

Lists by Topic

see all
New Call-to-action